Análise da cobertura da eleição, 24/09/2012

Por Nathália Campos.
Estado de Minas
Na versão impressa do jornal desta segunda-feira, 24 de setembro, o Estado de Minas trouxe duas matérias a respeito dos dois principais candidatos a Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB) e Parus Ananias (PT), em uma seção sob o título “No penúltimo domingo de campanha, Lacerda pede voto a evangélicos, enquanto Patrus faz campanha nos bairros da Região Noroeste de BH.
A primeira reportagem, intitulada “Em busca do voto dos fiéis” relatou as atividades do último domingo realizadas pelo atual Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda. O candidato à reeleição participou de um culto na Igreja Batista Gesêmani, onde afirmou que o apoio de segmentos religiosos são importantes para um bom governo. Anteriormente, ele já havia visitado a Igreja Universal do Reino de Deus, além de algumas Igrejas Católicas. Para Lacerda, as Igrejas são ótimas aliadas do poder público, por ajudarem a atender aos mais carentes, especialmente menores, dependentes químicos e crianças. Segundo o Prefeito, o poder público “não pode tudo sozinho e os movimentos religiosos, por isso, são um facilitador para atingir os que sofrem”.
Antes da celebração, Márcio Lacerda aproveitou a presença de 4,8mil fiéis que lotavam a igreja para rebater as acusações feitas pelo secretário de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, a respeito da ausência de mais unidades de pronto atendimento (UPAs). Lacerda disse que o Ministério da Saúde liberou apenas um terço do valor necessário para a construção de mais UPAs.
A segunda matéria, “Sem contar com Dilma”, relatou o programa de campanha do candidato Patrus Ananias, segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto. Ele afirmou, em carreata pela região Noroeste da capital, que a ausência da presidente Dilma em sua campanha não é prejudicial, dizendo que “ela não é candidata a prefeita de Belo Horizonte” e que está solidária com sua candidatura, mas possui outros compromissos com o Brasil. Além disso, Patrus afirmou também que está se sentindo confiante em relação às duas últimas semanas de campanha e que não pretende mudar de estratégia ou partir para embates acirrados com seu principal concorrente, Márcio Lacerda, do PSB, embora tenha lançado acusações referentes à falta da construção de seis UPAs.
Na internet, aparece apenas a matéria referente ao candidato petista, dessa vez sob o título “Campanha de Patrus não deverá contar com Dilma em BH”.

O Tempo

Na capa do jornal há uma menção a matérias relacionadas as eleições de Belo Horizonte, as matérias têm como foco as propostas dos candidatos principais a prefeitura com relação ao Bairro Barreiro. “Metrô é questão-chave para conquistar o Barreiro”, diz a chamada.

Nas páginas internas, 3 e 4, do jornal a matéria trata das propostas semelhantes dos candidatos para o segundo maior colegiado da cidade, Barreiro. Os dois concorrentes têm em seus planos de governo a conclusão das obras do Hospital do Barreiro, a ampliação do metrô até o Barreiro e a ligação da Via 210 à Avenida Tereza Cristina.

Além das propostas para saúde e para o metrô, Lacerda pretende investir em obras que protejam o bairro das enchentes e Patruz pretende implantar o projeto Belo Horizonte em Ação, sistema especial de monitoramento que tem como objetivo melhorar a segurança. Os dois candidatos fazem campanha eleitoral na região para conquistar votos, cada um já visitou o bairro três vezes.

No jornal online há também uma matéria sobre a saúde em BH e de como ela virou tema principal de farpas trocadas entre os dois candidatos, Marcio Lacerda e Patrus Ananias.

Hoje em Dia
O jornal utiliza apenas uma página para demonstrar a situação política atual, falando sobre os eventos dos dois principais candidatos (Márcio Lacerda e Patrus Ananias) no penúltimo fim de semana antes da eleição. O assunto da reportagem é bem parecido com o que foi noticiado no Estado de Minas, falando sobre as discussões dos dois políticos sobre a questão da saúde. A reportagem cita o plano de governo de Márcio Lacerda, no qual o mesmo rebate as críticas de Patrus.
Folha de São Paulo
A única menção à eleição em Belo Horizonte são dois comentários de leitores de Belo Horizonte, falando sobre o processo eleitoral brasileiro, mas nada específico sobre BH. No jornal online, os mesmo comentários e nenhuma outra menção.

Acho que a moralização do nosso processo eleitoral começa muito antes da Lei da Ficha Limpa. Uma urna eletrônica que não emite um recibo consolidando nosso voto e o candidato votado não dá nenhuma garantia da lisura das apurações.

NEI SILVEIRA DE ALMEIDA (Belo Horizonte, MG)

Todo cidadão de bem deveria ser candidato pelo menos uma vez na vida a um cargo eletivo, para conhecer a podridão dos bastidores dos partidos políticos no Brasil, sem exceções.

Nosso modelo eleitoral está falido e não conseguimos mais separar o joio do trigo.

JOSÉ APARECIDO RIBEIRO (Belo Horizonte, MG)

O Globo

Assim como a Folha de São Paulo, O Globo não apresentou nenhuma notícia em relação à Belo Horizonte, nem na versão impressa, nem na versão online.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s