Cientista político faz análise das eleições para prefeito em Nova Lima

 Por Alana Fernandes, Júlia Martins, letícia Gloor, Luiza Salles e Maíra Oliveira

Nova Lima está localizada na Região Metropolitana, há 15km de Belo Horizonte, e sua população estimada, em 2010, é de 81.162 habitantes (IBGE/2010). O número de eleitores chega a 59.742, segundo dados do TSE 2012.

Nas eleições para prefeito, em 2012, Nova Lima tem a oportunidade de eleger novos políticos para governar a cidade, já que nas últimas cinco, dois prefeitos revezaram à frente da Prefeitura.

Carlos Magno Machado Dias é consultor em políticas públicas e Marketing Político e Governamental. Atualmente ele é Técnico administrativo na UFMG e professor da faculdade Pitágoras, em Belo Horizonte. e doutor em Ciências Sociais Gestão de Cidades pela PUC Minas e faz uma análise do cenário político em Nova Lima.

 

1-Ainda que Nova Lima tenha crescido muito nos últimos anos, boa parte da população ainda trabalha ou estuda em Belo Horizonte, de que forma isso afeta os candidatos ao elaborar propostas (tanto vereadores quanto prefeitos)? 

Essa é uma questão delicada uma vez que quanto menor a relação da população com sua própria cidade mais difícil é para o candidato conseguir atingir e sensibilizar o eleitor. O que os candidatos podem fazer é procurar assuntos que vão atingir toda a população, até a que passa boa parte do seu tempo fora da cidade.

2-Os principais candidatos a prefeito de Nova Lima têm propostas relacionadas ao desenvolvimento sustentável. Em sua opinião, a temática ambiental na política tem ganhado mais força nos últimos anos? 

Sim, e em Nova Lima esta questão é mais intensa que na maioria dos município em virtude de fatores muito particulares. Destacam-se a questão imobiliária e a mineração que produzem impactos diretos sobre todos aspectos da vida na cidade. A população já mostrou sua vontade quanto as questões ambientais várias vezes, inclusive ao embargar a construção de condomínios que invadiriam o espaço de mata nativa, isso é um aspecto que pode ajudar durante a campanha de terminados prefeitos, já que eles já sabem qual linha de pensamento devem seguir.

3-Faltando duas semanas para as eleições, surgiram novidades em um escândalo relacionado a um dos candidatos a prefeito de Nova Lima. Com que velocidade o panorama das eleições pode mudar?

Isso vai depender da intensidade, da relevância e da mídia local. A priori não existe um prejuízo natural. O que pode acontecer é a exploração destes elemento durante o jogo eleitoral, provavelmente durante algum debate a questão será levantada e usada pelo candidato concorrente para questionar a capacidade do acusado de ocupar o governo.

4-Vitor Penido já foi eleito prefeito de Nova Lima em 1977, em 1989 e em 1996. Um candidato que já teve o cargo de prefeito anos antes tem que tipo de facilidades após eleito novamente? 

Após passar tantos anos no cargo o candidato já possue um melhor conhecimento da chamada “maquina de governo” e já sabe como ela funciona e o começo do seu mandato poderá ser melhor aproveitado, uma vez que não precisara se acostumar com especificidades da função. Contudo isso pode ser ruim para a cidade, já que todo governo precisa de renovação.

5-Os candidatos de maior expressão em Nova Lima são do DEM e do PMDB, e o 3º colocado nas pesquisas é do PPS. Na sua opinião, por que os dois maiores partidos do Brasil, PT e PSDB, não lançaram candidaturas próprias? 

A política local tem suas particularidades. Os partidos políticos podem não acompanhar essas particularidades nestes casos é normal que fiquem à margem das disputas. Por outro lado é muito difícil que os partidos maiores consigam ter lideranças viáveis eleitoralmente em todos os municípios. Se isso acontecesse tenderíamos  ao bipartidarismo…

6- O candidato Anisinho tem propostas novas para Nova Lima, a começar pela sua campanha, que é diferente da dos outros candidatos. O que você acha que uma campanha diferenciada representa para uma candidatura como a do Anisinho? 

Muitas vezes a política precisa passar por processos de renovação, um novo candidato pode presentar isso. É muito comum a acomodação dos candidatos, e isso acaba deixando de lado algumas parcelas de eleitores. Uma campanha diferenciada pode servir tanto para promover o interesse de novos grupos na politica, quanto para tirar candidatos tradicionais do comodismo.

7- Há muito tempo, a prefeitura de NL está nas mãos dos mesmos candidatos. Você acha que isso é prejudicial? Qual é a importância de um candidato novo para as eleições?

Mesmas pessoas quase sempre representam mesmos projetos, mas uma renovação nem sempre trás ideias novas. São necessários muitos ingredientes.  Um candidato com uma proposta de mudança deve começar a desenvolver sua plataforma pelo menos 2 anos antes das eleições. Precisa de uma competente assessoria e monitoramento constante. Do contrário vai ser sempre visto como um candidato fraco e suas propostas não serão levadas a sério.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s