Entrevista com o candidato a Prefeitura de Nova Lima, Cassinho (PMDB)

Em entrevista, Cassinho fala como sua experiência como vereador de Nova Lima ajudará em seu mandato, caso seja eleito.

A que o senhor atribui a sua crescente conquista de votos?

Com toda a certeza, esse crescimento se dá à medida em que a população toma conhecimento da nossa campanha, dos nosso projetos, do nosso programa de governo. É isso que tem feito nossa campanha só crescer.
De que maneira o período que passou como vereador vai influenciar a sua forma de governar, caso seja eleito?
Com certeza, minha experiência como vereador me deu a oportunidade de conhecer cada canto da cidade, seus problemas, suas demandas e também suas vocações. Mas, toda a minha trajetória política foi importante para que hoje eu esteja plenamente preparado para ocupar o cargo de prefeito. Como o fato de ser concursado na prefeitura, sou procurador concursado. Fui presidente da Câmara Municipal por três mandatos; Secretário e membro de diversas Comissões. Há mais de 10 anos, atuo como Relator da Comissão de Legislação e Justiça. Tive a honra de ser presidente da Constituinte Municipal, que elaborou a lei Orgânica de Nova Lima; participei do Processo Constituinte Federal, lutando e sendo vencedor na criação do Fundo de Exaustão (royalt do minério). Além disso, fui Chefe de Gabinete, Secretário de Administração e Chefe do Setor de Patrimônio da Prefeitura Municipal de Nova Lima, assessor da Secretária de Saúde do Estado e da COHAB.
Qual será sua estratégia para conquistar mais eleitores na reta final?
Desde o começo da campanha adotamos como princípio apresentar uma campanha com base nas nossas propostas, no que queremos fazer para que nossa cidade continue no rumo certo, avançando econômica e socialmente. É isso que vamos continuar fazendo, vamos mostrar as pessoas que esse é o caminho, que na nossa gestão vamos melhorar o que precisar ser melhorado, e manter o que está dando certo, priorizando a melhoria da qualidade de vida da nossa população.
O que o senhor pretende fazer para melhorar a cidade em relação a questões como saúde, educação e cultura?
A bandeira principal do meu governo será o ser humano, se estou nisso até hoje é porque acredito que posso levar para as pessoas uma vida melhor. Fui conduzido para a vida pública para trabalhar nesse sentido. Estou e vou ser instrumento para propiciar as pessoas uma melhoria de vida. Essa é a minha missão de vida. Nada é meu, isso foi me emprestado enquanto tivermos importância. É tendo isso como base que construímos nosso Programa de Governo, que define as diretrizes da nossa gestão.
Na opinião do senhor, quais são as principais carências da população de Nova Lima?
Tenho tido constantemente que uma de minhas prioridades combater o enorme déficit habitacional da cidade, que hoje é de 3.200 unidades. Por isso, vamos entregar mil unidades habitacionais de interesse social, mas não é apenas isso. Vamos ampliar o Plano de Regularização Fundiária, oferecendo o título de propriedade. Os assentamentos informais serão regularizados. Implantaremos projetos do Minha Casa, Minha Vida e outros projetos municipais, com financiamento mais acessíveis e subsídio do Kit Material de Construção para construção ou reforma, com assistência técnica.
Nestas eleições é visível o aumento da participação dos jovens. O que o senhor pretende fazer para melhorar a qualidade de vida desta faixa etária?
Nova Lima avançou muito com a criação da Coordenadoria da Juventude, mas sabemos que precisamos e podemos ir além. Até porque a população jovem  ainda enfrenta problemas como o desemprego, a precariedade da ocupação profissional, a baixa escolaridade e a violência urbana.  Na nossa gestão a juventude será tratada de forma prioritária, fazendo com que as de políticas públicas nas áreas de educação, saúde, assistência social e habitação, cheguem a essa camada tão importante da nossa população.
De que forma o senhor pretende estimular o crescimento de Nova Lima de forma sustentável? Sem prejudicar a riqueza natural, característica intrínseca da região?
Vamos incentivar a implantação de empresas ambientalmente corretas, investir no turismo, especialmente no turismo ecológico e cultural. E teremos como premissa que qualquer projeto tem que ser ecológica e socialmente sustentável.
Qual ponto de sua carreira política o senhor considera o auge?
Não sei se podemos falar em “auge” da carreira. Mas acredito que hoje eu esteja enfrentando o meu maior desafio. E, eu estou muito tranquilo e sereno com isso. Porque tudo converge para a minha candidatura. Além da preparação, lidamos com uma “força vertical” e acredito muito nisso. Quando essa força opera em cima de nós, estamos no momento exato. Tenho muita serenidade, sei que o desafio é grande, mas estou preparado.
Que medidas o senhor pretende tomar quanto à verticalização do Vale do Sereno?
O patrimônio ambiental de Nova Lima desperta cobiça. A cidade tem as áreas mais valorizadas da Região Metropolitana para empreendimentos  imobiliários. Vamos combater a especulação, evitando o crime da verticalização abusiva.
Por Alana Fernandes, Júlia Martins, Letícia Gloor, Luiza Salles e Maíra Oliveira
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s