Cientista Político analisa eleições em Betim

Por Juliana Mizrahy, Lívia Magalhães, Nathália Campos, Olívia Pilar e Raissa Yelena

“A cidade tem potência para lucrar e força industrial grandiosa. A atual descrença da população em relação a presente prefeita pode acarretar um desestímulo a investimentos”. Essa é uma das falas do professor do departamento de política da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Malcon Camargos. Em entrevista, o cientista político analisa o embate para a prefeitura de Betim entre o candidato do PSDB, Carlaile Pedrosa e a petista Maria do Carmo Lara.

Em BH, o vídeo divulgado pelo PT contra Lacerda surtiu efeito negativo na campanha. Em Betim, mesmo com a divulgação do vídeo prejudicial ao Carlaile, ele continuou com um alto percentual de vantagem. Por que isso aconteceu?

O caso de Betim é bem específico. A candidata Maria do Carmo do PT, atual prefeita da cidade, teve o que podemos considerar de um pleito que a afastou de votos. O partido aparece pouco prestigiado na cidade e a negação ao partido é maior que a vontade de apoiar o candidato Carlaile. Maria do Carmo perdeu toda força política e o escândalo não se mostrou suficiente para afetar, em termos significativos, a eleição.

Há uma porcentagem muito alta de diferença entre os dois principais candidatos. Você acha que isso tem mais a ver com os candidatos em si ou com os partidos?

Como disse, acho que a porcentagem maior para um candidato é muito mais relacionada à força política do partido do que o candidato em si.

Betim é a sexta cidade que mais arrecada no Brasil. O que pode significar para o PT se a Maria do Carmo perder a eleição?

A quebra de um governo já estabilizado na cidade causa consequências complicadas de serem avaliadas. A cidade tem potência e força industrial grandiosas e a atual descrença da população em relação a presente prefeita pode acarretar um desestímulo a investimentos.

Você acredita que o PT tem perdido força em Minas Gerais?

A força que o PT tinha em outros períodos no estado era notadamente muito maior que atualmente.

Você acha que a vantagem do Carlaile em Betim interfere nas eleições de Belo Horizonte?

Acho que Carlaile não tem sustentação e prestígio político para interferir nas eleições da capital.

Além das reclamações com relação ao governo petista, o caso do mensalão pode estar influenciando?

O maior efeito do mensalão foi tornar o PT um partido igual aos outros. Até então, a legenda carregava a bandeira da ética e o discurso de que era diferente dos outros no modo de fazer política. Com o mensalão, a imagem mudou. Isso é negativo, pois, para a população, do ponto de vista simbólico, fica a impressão de que todas as legendas são iguais nas práticas. O que no fim acaba sendo uma verdade. Do ponto de vista eleitoral, para ele, o efeito é pequeno. Como todos são iguais, ninguém pode levantar a bandeira da ética. O eleitor vai escolher aquele que ele acha que pode ajudar a melhorar a sua vida.

A falta da oposição em Belo Horizonte acarreta o afastamento do eleitor em relação ao candidato do PT. O partido não conseguiu desvincular o apoio feito a Márcio Lacerda nas últimas eleições.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s