Em dia com a política

Por: Antônio Marcos

No tempo da cédula de papel o eleitor quando anulava o voto, exercia a sua forma de protesto e reivindicava as promessas realizadas pelos candidatos.   João, Maria e José e tantos outros brasileiros escreviam na cédula, asfalto, saúde educação, saneamento básico ou moradia. No passado o processo de apuração era lento e estas manifestações não eram computadas.

Como explicar em nossa recente história política, fenômenos de votos como Éneas e Tiririca. O médico que se popularizou anunciando o seu nome em apenas 30 segundos que foi concedido pela propaganda eleitoral. Enquanto o palhaço Tiririca fez fama com a música “florentina” e em sua campanha para Deputado Federal, utilizou o slogam “vote no Tiririca, pior não fica”.

Hoje em dia

Domingo, 14/ outubro

O eleitor decide

O Jornal “Hoje em dia” (domingo, 14/out) apresentou o protesto do eleitor, com voto em ‘alternativos’. Na matéria temos nomes como “Obama” do munícipio de Governador Valadares, “Purga” de Perdões e “Michael Jackson” de Timóteo que se transformaram nos novos representantes do povo.

Os estreantes na política já realizam trabalhos comunitários, como Levi Vieira, conhecido como “Obama de Turmalina”, que recebeu 2.136 votos. Em Montes Claros, o envangélico Waldney da Silva, “ex-viciado” em crack, promete lutar em prol da criação de um Centro de Reabilitação, foi eleito com 2.656 votos.

O Tempo

Domingo, 14/ outubro
Cobertura política de Belo Horizonte

Bastidores do poder

Com a vitória do Socialista Márcio Lacerda em primeiro turno em Belo Horizonte, os aliados iniciaram nos bastidores da política uma corrida para ocupar as pastas que antes eram comandadas pelo PT, partido da base e responsável pela aliança que conduziu o atual prefeito a vitória em 2008.

Não há confirmação de quantos cargos comissionados existem. Segundo o presidente municipal do PT e vice-prefeito da capital mineira, Roberto de Carvalho, após o rompimento da aliança, 375 petistas foram exonerados da administração, todos ao longo do período eleitoral.

 

Estado de Minas

Domingo, 14/ outubro
Cobertura política de Belo Horizonte

Representatividade feminina diminuiu

A matéria produzida pelo jornal “Estado de Minas”, destacou que apenas uma vereadora foi eleita na capital mineira. Embora o número de candidatas que disputaram as eleições tenha aumentado, em razão inversa à representatividade feminina diminuiu.

O jornal estabeleceu uma comparação e observou que desde a promulgação da Constituição  Cidadã de 1988 que ampliou as garantias e liberdades individuais, a tendência foi de conquista da participação femina, em um espaço que antes eram dominado pelos homens.

No entanto, desde as eleições de  2008 se registra em todo o país uma queda no número de mulheres que conquistaram uma cadeira no legislativo.

Segundo turno

Nos munícipios mineiros que seguem em ritmo de segundo turno, temos em Contagem (Durval Ângelo x Carlin Moura) e em Juiz de Fora (Margarida x Bruno Siqueira), candidaturas que manifestaram participação na base da Presidente Dilma Rossef.

Em Montes Claros, Paulo Guedes disputa a prefeitura com Ruy Muniz, ambos pertencem a base da Presidente Dilma. Na cidade de Uberaba, Antônio Lerin (PSB) quer o apoio de Aécio Neves contra Paulo Piau (PMDB).

O Globo

Domingo, 14/ outubro

Mudou o tom

Após vencer as eleições para um segundo mandato a prefeitura do Rio de Janeiro, Eduardo Paes admite reajustes do IPTU. Contrariando as promessas de campanha, o atual prefeito já iniciou estudos de alteração do imposto. Segundo Paes, há muito instrumentos no Estatuto das Cidades e no Plano Diretor que podem ser utilizados, como o IPTU progressivo.

Paes considera que não é justo à manutenção do desconto para vizinhos a favelas pacificadas. E que o atual modelo está defasado, afirma que existem distorções na planta de valores. De acordo com o prefeito reeleito, áreas que possuem um desconto no tributo em função da violência registrada no passado, agora devem se adaptar a nova realidade e que o Rio mudou, está pacificado.

 

Folha de São Paulo

Domingo, 14/ outubro

O julgamento do mensalão

De acordo com a reportagem da “folha” sobre o julgamento do mensalão, foram condenados 25 dos 37 réus pelo crime de corrupção ativa e passiva, peculato, gestão fraudulenta, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Entre os que foram considerados culpados estão o ex-ministro José Dirceu ( Casa Civil) , o ex-presidente do PT José Genoino, o empresário Marcos Valério e a dona do Banco Rural, Kátia Rabello.

Por entendimento do Supremo Tribunal Federal, todos os réus que foram considerados culpados, de alguma forma, participaram do esquema de desvio de recursos públicos para comprar apoio político de parlamentares nos primeiros anos do governo Lula.

Segundo a reportagem da “folha”, ainda não é possível saber que réus irão efetivamente para a prisão. Observando o Código Penal, o regime é inicialmente fechado para penas acima de oito anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s